5/2/2018 - Fespesp
Por Marianna Oliveira

Fespesp encontra presidente do TJ em solenidade e reitera pedido de reunião

FOTO MARIANNA OLIVEIRA
José Gozze reiterou o pedido pessoalmente a Pereira Calças na hora do cumprimento

Na manhã desta segunda-feira, 05 de fevereiro, o Tribunal de Justiça de São Paulo realizou a Abertura do Ano Judiciário e a posse solene do Conselho Superior da Magistratura (CSM), biênio 2018/2019. A cerimônia contou com a presença de mais de 300 convidados entre desembargadores, familiares, parlamentares, presidentes de outros Tribunais de Justiça e representantes de instituições civis e militares.

Além de prestigiar o evento, a Assetj e demais entidades representativas do Judiciário, na figura de seus respectivos presidentes, estiveram no Salão dos Passos Perdidos a fim de entregar, novamente, ofício solicitando uma reunião com o presidente do TJ, Manoel de Queiroz Pereira Calças. 

Isso por que na primeira semana do ano, a Federação das Entidades de Servidores Públicos do Estado de São Paulo (Fespesp) protocolou um ofício e enviou à presidência do TJSP. Em resposta, Pereira Calças informou que só se reuniria com as entidades depois de saber o índice da data-base de fevereiro. 

Após o hino nacional e o discurso da desembargadora e oradora em nome do TJSP, Silvia Rocha,  os integrantes do CSM assinaram o livro de posse. Em seguida, alguns componentes da mesa foram convidados para subir na palanque e fazer as considerações sobre o Judiciário Paulista e as expectativas para o próximo biênio. 

O último a se pronunciar foi Pereira Calças, que em mais de meia hora de discurso, falou a respeito da dificuldade política e financeira que o Brasil enfrenta mas reiterou a importância do Judiciário neste panorama. O presidente também fez  menção aos servidores da casa, que segundo ele, “são os responsáveis pelo bom funcionamento do Judiciário Paulista”. 

Além do presidente, vice e o corregedor do TSP, compuseram a mesa principal: os ministros do Supremo Tribunal Federal, Enrique Ricardo Lewandowski e Alexandre de Moraes; o deputado federal, Arnaldo Faria de Sá (PTB); o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin; o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB); o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Cauê Macris (PSDB), o presidente da OAB Nacional, Marcos da Costa; a oradora em nome do TJSP, Silvia Rocha e o procurador-geral de Justiça, Gianpaolo Poggio Smanio. 

Entrega do ofício

No final da solenidade, os integrantes da CSM e outros desembargadores ficaram no Salão do Júri para receber os convidados. Por isso, as entidades se posicionaram em frente ao saguão para cumprimentar Pereira Calças e entregar o ofício com o pedido de uma nova reunião para tratar das reivindicações dos servidores. 

Entretanto, a segurança do TJSP soube da intenção das entidades tentou impedir que as mesmas entrassem no Salão. Após o tumulto, o assessor da presidência veio pessoalmente conversar com as entidades, recebeu e assinou o ofício preparado pela Fespesp. 

O presidente da Fespesp e da Assetj, José Gozze, reiterou o pedido pessoalmente a Pereira Calças na hora do cumprimento. Ele, por sua vez, ressaltou que “os servidores serão tratados de maneira especial”.




Notícias mais visitadas nos últimos 30 dias

1 - Assembleia do Judiciário marcada por resistência e pressão ao TJSP

.... mais notícias