10/3/2018 - Fespesp
Por José Gozze

Os servidores do Judiciário e a inflação do período



Enfim saiu o "índice da inflação deste último ano": 1,81%. Claro que você que faz mercado, que coloca gasolina no carro, que compra gás de cozinha, que paga plano de saúde, que compra remédios, que etc e etc, não acredita. Mas os economistas dizem que de março de 2017 a fevereiro de 2018 a sua despesa não passou de um aumento de 1,81%.

Mas para nós servidores do judiciário o drama é maior do que o imaginado. O Presidente garantiu que fará a reposição completa do índice. Já pensou no seu salário 1,81% "a mais" a partir de um de março. Vejam que nem o Governador do Estado aceita esse índice e aumentou o seu salário "subsídio" em 3%.

O mínimo que podemos aceitar de reposição salarial DESTE ULTIMO ANO é o mesmo embolsado pelo Governador ou seja queremos ganho real entre 1,81 e 3%, que mesmo assim só nos garante continuar na miséria.

Mas sem engano. Que não queiram colocar esse ganho real como desconto do que o Tribunal de Justiça nos deve do passado. Uma coisa nada tem a ver com a outra. Então queremos ganho real de 1,19%, atingindo o total de 3%, além da reposição das perdas salariais, calculadas com base  o INPC, para o período compreendido entre março de 2002 e fevereiro de 2017, além do pagamento de 4,77% de março a novembro de 2010; 1,5% de março a agosto de 2011; e 1,18 de março a novembro de 2015.

Grave também é a colocação do Presidente do Tribunal de Justiça quando afirmou que aplicará esse índice também no auxílio saúde. Hoje recebemos R$330,00. Aplicado o índice receberemos R$335,97, ou seja, aumento de R$5,97 reais no plano de saúde. Pergunto a todos se esse é o valor que subiu no seu plano de saúde ou ainda se esse é o valor a mais aplicados nos remédios quando você vai a farmácia.

E então, você tem dúvidas de que precisa estar presente na nossa Assembleia Geral na Praça João Mendes no dia 12 as 13 horas? Claro que não né. 

Mas, se de qualquer forma você com toda vontade de participar não tem como vir pra São Paulo, uma coisa você precisa fazer: no mesmo dia e hora reunir os servidores da sua comarca na frente do seu prédio e discutir o encaminhamento da nossa campanha salarial de 2018. Todos contamos com cada um e que cada um seja um de todos.




Notícias mais visitadas nos últimos 30 dias

1 - Encontro com Escreventes - Discussão do PL 3/2018
2 - Inauguração da Pública São Paulo
3 - Encontro com Escreventes discute aprovação do PL 3/2018
4 - Discussão do Núcleo dos Escreventes da Assojubs acontece em Cubatão
5 - Audiência Pública pela Aprovação do PL 3/2018
6 - Mosap lança alerta de nova fraude contra servidores públicos
7 - Chamado para a Audiência Pública na quinta (30) sobre o nível universitário
8 - SPPrev deixará de enviar holerites pelos Correios
9 - Servidores da Comarca de Assis reunidos com a Assojubs e Sintrajus
10 - FOCAE-SP realiza encontro com candidatos ao legislativo estadual e federal

.... mais notícias