26/3/2021 - Pública Central do Servidor
Por Pública Central do Servidor

PÚBLICA – Moção de Repúdio



Reunidos durante o CONGRESSO VIRTUAL DA PÚBLICA CENTRAL DO SERVIDOR, de 17 a 20 de março de 2021, os delegados representantes das entidades filiadas subscreveram e aprovaram, por unanimidade, MOÇÃO DE REPÚDIO contra o DEPUTADO ESTADUAL CAUÊ MACRIS (PSDB), ex-Presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, em virtude de ter instaurado, no 36º Distrito Policial Vila Mariana, em 21 de dezembro de 2020,quando ainda exercia a Presidência da ALESP, inquérito policial contra os servidores do Legislativo, FILEMOM REIS DA SILVA (Secretário Geral do SINDALESP – Sindicato dos Servidores Públicos da Assembleia Legislativa e do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) e o servidor concursado HERNANDEZ PIRAS BATISTA.

Alega o parlamentar que o Sindicalista Filemom divulgou, em grupo de WattsApp, lista de telefones dos Srs. Deputados e que ele e o servidor HERNANDES praticaram ainda o “crime de difamação” durante a tramitação do Projeto de Resolução 19/2020, que tratou da reforma administrativa daquela Casa.

Sob o slogam “SOMOS TODOS FILEMOM E HERNANDEZ, os servidores da Casa, assim como o SINDALESP, a AFALESP (Associação dos Funcionários da ALESP) a ASPAL e o SINDAP (Associação e Sindicato dos Servidores Aposentados e Pensionistas da ALESP) vêm realizando campanha de solidariedade e total apoio àqueles servidores.

A PÚBLICA CENTRAL DO SERVIDOR repudia a ação antidemocrática e a prática anti-sindical do então Presidente do Legislativo Paulista, que com sua atitude intimidou um Sindicalista no exercício de seu mandato classista e apoia as entidades da ALESP quando dizem em documento intitulado “NOTA DE SOLIDARIEDADE E APOIO”, que “é com muita estranheza que defrontamos com um processo desse tipo, com cunho autoritário, num momento difícil em que passa o País, onde as atenções deveriam estar voltadas ao combate da pandemia de Covid-19 e não na perseguição aos trabalhadores, que vêm tendo todos seus direitos contestados e surrupiados pelos governantes de plantão, com a ajuda dos Legislativos”.

A PÚBLICA CENTRAL DO SERVIDOR espera que seja feita justiça aos sindicalista e ao servidor, com o arquivamento do referido processo, e comunica que esta Moção será encaminhada às autoridades competentes e a todos os Senhores Deputados Estaduais e Federais eleitos pelo Estado de São Paulo, às demais Centrais Sindicais e às entidades representativas dos servidores da ALESP.

PÚBLICA CENTRAL DO SERVIDOR, 20 de março de 2022.




Notícias mais visitadas nos últimos 30 dias

1 - Judiciários aderem ao Dia Nacional de Luta e Greve do Serviço Público
2 - Greve Geral! 24 de março
3 - A Pública manifesta pesar pela morte do Senador Major Olímpio
4 - Pública fecha com “chave de ouro” o seu Congresso Virtual
5 - Carta Aberta à Sociedade Referente a Medidas de Combate à Pandemia
6 - PÚBLICA – Moção de Repúdio
7 - Participe. Ajude a tirar o IAMSPE da UTI!
8 - Fespesp protocola pauta de reivindicações aprovada em assembleia geral
9 - Reunião Frente Paulista

.... mais notícias